Como a renda variável é aplicada à minha carteira previdenciária

0

Nesta coluna, você vai acompanhar de perto a minha carteira de investimentos e aprender mais sobre renda variável para a construção de uma carteira previdenciária.

A carteira teve uma valorização de 5,27% em junho, mais uma grande alta e bem acima do Índice Bovespa, que valorizou apenas 4,06%.

Por causa de toda essa valorização, houve leve redução na renda fixa, mesmo realizando venda de posição da renda variável. Foi um mês um pouco mais movimentado, abaixo você confere os detalhes e fica por dentro de tudo o que ocorre em minha carteira de investimentos.

Se quiser saber sobre toda minha receita com investimentos, clique aqui.

Renda Fixa vs. Renda Variável

A proporção em renda fixa teve variação de 21,96% para 21,46%.

A estratégia de aumentar a reserva em renda fixa para os momentos de adversidade continua, por isso diminui algumas posições em renda variável para compensar toda a valorização. Mesmo assim, não foi suficiente para aumentar o percentual em renda fixa, que diminuiu em 0,50% quando comparado ao mês anterior. Se a bolsa continuar a subir, é provável que eu faça mais alguma redução na renda variável.

Rentabilidade mensal

A rentabilidade mensal é medida ao levar em consideração a variação entre o preço na liquidação de todos os ativos e os rendimentos do mês. Para saber mais sobre o cálculo de rentabilidade.

Em junho, a rentabilidade de 5,27% foi superior ao índice Ibovespa, que funciona como um termômetro do mercado de capitais, e valorizou 4,06%. Toda essa rentabilidade foi ótima e é esperado que fique acima do Ibovespa na maioria das vezes, afinal o índice tem tanto empresas boas quanto ruins, enquanto minha carteira é praticamente toda composta de boas empresas.

E, como boa parte da minha carteira de investimentos está em renda variável, isso traz uma expressiva variação mensal, como pode ser visto no gráfico.

Para saber mais sobre os ganhos com dividendos e vendas de ativos, clique aqui.

Carteira de Investimentos

Como vocês podem ver, minha carteira está bem pulverizada. Dessa vez houve uma troca de ativo, saiu o fundo imobiliário de desenvolvimento MFII11 e entrou outro fundo de shopping, o MALL11. Desse modo, a carteira permanece com 26 ativos.

A estratégia de fortalecer ativos em carteira continua e, atualmente, as dez maiores posições representam 78,06% da carteira.

Esse mês foi um pouco mais movimentado, vamos falar um pouco das operações.

Operações

O mês começou com a venda de 20% do que tinha em Hapvida (HAPV3), uma das maiores empresas de planos de saúde do Brasil. Recentemente sua cotação disparou graças a aquisições estratégicas que vão permitir que ela se torne uma empresa de abrangência nacional. Anteriormente suas operações se restringiam ao Norte e Nordeste.

Hoje já considero o ativo bem precificado e não vejo, a priori, tanto potencial de alta daqui para frente. Como a empresa continua muito boa, optei apenas por realizar a venda de uma parte da minha posição, resultando em um ganho de quase 60% em 13 meses, enquanto que o CDI líquido do período seria em torno de 5,5%. Com isso, continuo bem posicionado e, se ocorrer uma forte alta, estarei preparado para vender mais um pouco das ações que possuo.

O valor da venda foi totalmente destinado a investir em PetroRio (PRIO3), falei mais dessa empresa no mês passado. O motivo do investimento é que PetroRio veio ficando cada vez mais barata, como pode ser visto logo abaixo.

Hoje já considero o ativo bem precificado e não vejo, a priori, tanto potencial de alta daqui para frente. Como a empresa continua muito boa, optei apenas por realizar a venda de uma parte da minha posição, resultando em um ganho de quase 60% em 13 meses, enquanto que o CDI líquido do período seria em torno de 5,5%. Com isso, continuo bem posicionado e, se ocorrer uma forte alta, estarei preparado para vender mais um pouco das ações que possuo.

O valor da venda foi totalmente destinado a investir em PetroRio (PRIO3), falei mais dessa empresa no mês passado. O motivo do investimento é que PetroRio veio ficando cada vez mais barata, como pode ser visto logo abaixo.

Boa parte dessa queda está atrelada às notícias de problemas no solo em um bairro de Maceió, mas acontece que o bairro com problemas não é próximo ao Shopping. Ainda assim, muitos investidores ficaram receosos e venderam suas cotas, o que pressionou os preços para baixo. E isso abriu uma oportunidade de comprar um bom fundo por um bom preço.

E, finalmente, a última operação feita diz respeito a Ourinvest JPP (OUJP11), recentemente o fundo anunciou aumento de capital, dando direito aos cotistas comprarem novas cotas na proporção de aproximadamente 1,39 cotas ao preço de R$ 104,41. A quantidade de cotas que tenho direito a comprar é feita pela seguinte conta:

Quantidade de cotas que possuo X Proporção do direito = 20 X 1,39 = 27,80

Como não é permitido comprar fração de uma cota, então o direito fica em cima da parte inteira da cota, nesse caso tenho direito a 27 cotas.

Como o preço de mercado estava por R$ 108,00, vendi as minhas 20 cotas pelo preço de mercado e comprei 27 cotas que tinha direito por R$ 104,41. Ganhando R$ 4,41 de diferença por cota. Continuo posicionado nesse fundo imobiliário, que é um dos melhores fundos do tipo papel (fundos que investem basicamente em títulos de renda fixa como CRIs e LCIs).

Continuo deixando minha reserva para resgate imediato lá na NuConta, rendendo 100% do CDI sem burocracia. Sigo aguardando boas oportunidades para investimento.

Para fechar!

Este foi um mês em que quase não operei, as movimentações foram bem pontuais e de baixo valor, a maior operação envolveu OUJP11, mas foi apenas para aproveitar o desconto.

Como sempre, sigo comprando em bolsa de valores até que não tenha mais oportunidades que valham a pena. Caso a bolsa de valores continue a subir, é possível que realize mais algumas vendas para manter ou ampliar o percentual em renda fixa, como foi o caso de junho.

A bolsa em junho teve forte valorização conforme comentei no mês passado, ainda acho que tem espaço para subir em julho. A decisão do COPOM por baixar ou não a taxa Selic será nos dias 18 e 19 de julho. Vamos aguardar, mas minha expectativa é de queda da taxa.

Outra questão que está atrelada à economia do país, mais precisamente ao aspecto fiscal, é a reforma da previdência. Aqui minha expectativa é de votação lá para julho ou agosto e uma economia de R$ 800 bi. Saiba mais sobre previdência.

Para os próximos meses, a pretensão é fortalecer o caixa em renda fixa para aproveitar ainda mais as oportunidades que a volatilidade da bolsa de valores pode trazer. Isso tem sido um desafio, afinal escolher investir em renda fixa é abrir mão de todo o potencial da bolsa de valores, mas é preciso, afinal não podemos ser muito radicais.

Se você ainda não investe em bolsa de valores, está perdendo uma oportunidade tremenda, afinal só em junho o índice subiu 4,06%, o que equivale a 8 meses de CDI líquido. Se está começando e tem insegurança, recomendo que invista apenas um pequeno percentual da sua carteira, talvez algo entre 5% e 10%.

Um outro ponto interessante a comentar é que normalmente a distribuição das empresas aos acionistas é livre de inflação, já que as empresas tendem a repassar a inflação ao cliente. Então, se uma empresa vende um produto por R$ 100,00 e a inflação em um ano foi de 4%, é bem possível que o valor do mesmo produto esteja próximo aos R$ 104,00. Com isso, a distribuição futura ao acionista será o valor do ano passado + inflação. Como hoje temos títulos públicos pagando inflação + 3,5%, qualquer boa empresa que tenha capacidade de distribuir pelo menos 3,5% aos acionistas é um bom negócio.

Uma outra questão interessante é que as empresas listadas normalmente distribuem apenas parte dos seus lucros aos acionistas. Você pode saber quanto ela distribui do lucro pelo indicador Payout. Então se uma empresa tem Payout de 50% significa que distribuiu 50% dos lucros. Isso é muito interessante porque tem empresas que distribuem uma quantia interessante ao acionista e ainda fica com uma parte para financiar as próprias operações e poder gerar mais lucros no futuro. Isso gera uma bola de neve boa e é uma incrível forma de aumentar patrimônio. Esse é só um dos motivos que me faz ser apaixonado por investir em negócios.

Para quem deseja dar o primeiro passo e ser acionista de grandes empresas, como o Banco Itaú, clique aqui.

Quem deseja saber mais sobre fundos imobiliários, clique aqui e aqui. Para conferir nossa primeira análise de fundos imobiliários, clique aqui.

É isso, Poupadores! A cada mês dou um passo para a liberdade financeira. Espero que este conteúdo te ajude a ver que é possível para qualquer um montar sua própria carteira previdenciária e garantir uma boa aposentadoria.

Se gostou do conteúdo, não esqueça de compartilhar com os amigos.

Queremos te ouvir para podermos trazer mais conteúdo sobre investimentos e te ajudar na construção do seu patrimônio e aposentadoria. Deixe um comentário.