Chegou a hora dos investimentos! Acompanhe a minha carteira comentada

658

Estamos iniciando o tão esperado mergulho nos investimentos, assunto bastante pedido por vocês. Nesta coluna, você vai acompanhar de perto a minha carteira de investimentos, vou comentar e explicar os assuntos relacionados.

Os primeiros passos

Comecei a investir no mercado financeiro no início de 2015. Confesso que nunca investi na poupança, fui direto para o Tesouro Direto. Ainda bem!

O Tesouro Direto é uma plataforma online criada pelo Tesouro Nacional que permite que qualquer cidadão brasileiro empreste dinheiro ao governo. É o investimento mais seguro do país, fácil de aplicar e paga mais juros do que a poupança.

Durante dois anos foi o único lugar em que investi. Aproveitei esse tempo para acumular capital, perder o medo e me aprofundar em outras modalidades de investimentos. Estudando as pessoas ricas, logo percebi que a maioria delas investiam no mercado de capitais e busquei conhecê-lo. Tenho que dizer que me apaixonei de cara. Pelo simples motivo de permitir que qualquer um, com pouquíssimos recursos, possa financiar e participar de grandes projetos que geram riqueza para a sociedade.

Incialmente comecei pelo Exchange-Traded Fund (ETF). O ETF é um fundo de investimento em índice, ou seja, seu objetivo é replicar um índice . Existem vários índices, um deles é o SMAL11, em sua composição estão as empresas de pequeno porte listadas na bolsa de valores.

Logo em seguida mergulhei nos Fundos de Investimentos Imobiliários (FII). É o tipo de investimento que nos permite ser coproprietários de grandes empreendimentos imobiliários. Como hospitais, escritórios de alto padrão, lojas em shoppings, agências bancárias. O investidor é remunerado, de forma proporcional, através dos alugueis das propriedades sem se preocupar com a gestão dos imóveis ou qualquer burocracia administrativa.

Pouco antes do meio de 2017 eu estava comprando participação direta em empresas listadas na bolsa de valores. De lá pra cá estudo a área e tenho me especializado.

Hoje sou acionista em empresas como Hapvida, Oi, Multiplus, Petrobras e tantas outras.

Renda Fixa vs. Renda Variável

Atualmente boa parte dos meus recursos está no mercado de renda variável. Só não estou com maior proporção em renda variável porque boa parte da renda fixa é poupança compulsória através do FGTS. Esse dinheiro poderia ir para a mão do trabalhador para que ele o gerenciasse como desejasse, infelizmente temos um governo paternalista.

Diversos estudos mostram que investir na bolsa de valores é muito mais rentável a longo prazo. Por isso boa parte do meu patrimônio está na bolsa. Embora tenha que se ter cuidado para selecionar empresas rentáveis e perenes.

Parece difícil, mas qualquer um pode aprender a construir e gerir uma boa carteira de renda variável sem tanta dificuldade.

Cada um tem um perfil de investimentos e mesmo os que optam por investir a maior parte dos recursos em renda fixa vão se beneficiar através dos juros compostos, principalmente no longo prazo.  Sempre tenha em mente que o Brasil é um dos países com as maiores taxas de juros do mundo, embora essas taxas estejam diminuído ao longo do tempo. Seja inteligente, poupe e aproveite essa oportunidade.

Não existe receita de bolo de uma proporção de renda fixa e variável ideal para todos, mas existe uma proporção adequada para cada um. Escolha a que te faça dormir tranquilo . Independente da rentabilidade, invista no que você conhece. De nada vai adiantar investir em uma empresa no mercado de ações e ficar desesperado na primeira notícia negativa que surgir.

Diversificar para diminuir o risco

Diversificar é essencial ao investir, principalmente aos que investem no mercado de renda variável. Tenha sempre em mente que não existe nada 100% seguro.

Mesmo quem investe em boas empresas pode ficar exposto e eventualmente passar por um período de desvalorização de 50%. Se sua carteira possuir apenas este ativo, significa reduzir seu capital pela metade. Todavia se você tiver 10 ações cada uma com 10% e uma delas cair 50%, isso vai representar apenas 5% do seu capital investido.

Diversificar não é apenas comprar ativos diferentes, mas também de setores diferentes. Caso tenha 10 ações do setor elétrico, cada uma com 10% do seu capital e, por algum motivo, este setor sofra, todas as suas ações sofrerão.

Via de regra, diversificar para diminuir o risco é essencial.

Rentabilidade mensal

A rentabilidade mensal é medida levando em consideração a liquidação de todos os ativos mais os rendimentos do mês.

Por exemplo, se ao fim de agosto meus investimentos valiam 2 mil reais. Imaginemos que ao longo do mês recebi 2%, ou R$ 40 reais, de proventos (juros, dividendos…). Digamos que meus investimentos desvalorizaram 1%, saindo de 2 mil reais para R$ 1.980,00 no fim do mês. Juntando a rentabilidade de 2% dos proventos menos 1% da desvalorização, a carteira teria uma rentabilidade mensal de 1%, resultando em um capital de R$ 2.020,00.

Como boa parte da minha carteira de investimentos está em renda variável, isso traz uma expressiva variação mensal. Se deseja expor sua carteira a este tipo de investimento, esteja mentalmente preparado.

Até que nos últimos meses a variação foi baixa, achei que seria maior devido ao período eleitoral.

Durante setembro os proventos recebidos em conta totalizaram R$ 180,00. Resultado 280,63% maior comparado com setembro do ano passado.

Carteira de Investimentos

Como vocês podem ver, minha carteira está bem diversificada e possui mais de 30 ativos. Boa parte deles em Fundos de Investimento Imobiliários e Ações.

Vamos saber mais sobre as principais movimentações.

Começando pelas ações.

Realizei duas vendas com o intuito de diminuir a quantidade de ações em minha carteira. Liquidei minha posição em dois ativos: Banco Inter (BIDI4) e Carrefour (CRFB3). Com isso minha carteira de ações deixou de ter 21 ativos e passou a ter 19.

Resolvi realizar a venda da minha participação no Banco Inter pela forte valorização no curto prazo o que acabou deixando o ativo, ao meu ver, pouco atrativo nos patamares de preço atuais. Um ativo se torna pouco atrativo quando o retorno do investimento se torna longo. Essa conta não é exata, depende das projeções de cada um para o futuro da empresa. Foi a venda que proporcionou o maior lucro até o momento. Um lucro líquido (descontando impostos e taxas) de 98,81% em 3 meses.

A venda de Carrefour foi pelo fato de a Amazon estar aumentando sua presença no Brasil, o que pode representar um risco para o Carrefour a médio e longo prazo. A empresa é boa e continua com um preço bom, pode até ser que volte caso seu preço caia e deixa a empresa mais atrativa.

Com a venda dos ativos acima resolvi ir às compras. Aumentei posição em EcoRodovias (ECOR3), Sanepar (SAPR4), Multiplus (MPLU3), Banco ABC (ABCB4) e HapVida (HAPV3).

Como investidor, a ideia é ser sócio da empresa, assim é necessário acompanhar resultados e fatos relevantes ao longo do tempo. Esse mês tiveram dois fatos relevantes que gostaria de comentar.

O primeiro, ocorrido no início de setembro, referente à Multiplus. A companhia aérea LATAM, dona de quase 75% da Multiplus, informou interesse em fechar o capital da empresa ofertando o preço de R$ 27,22 por ação, 11% acima da cotação do momento. Em caso de fechamento de capital, a Multiplus continuará a existir, a única questão é que a LATAM vai comprar a empresa por inteiro. A partir de agora negociações entre LATAM e acionistas minoritários começaram para chegar em um valor que seja bom para ambos. A expectativa é que seja um valor maior que os R$ 27,22. Acredito que possa chegar lá pelos R$ 33,00. Meu preço médio está em R$ 28,16. Por hora pretendo aguardar o desfecho.

Segundo, a EcoRodovias é uma companhia de infraestrutura logística integrada, que opera ativos de logística intermodal, concessões rodoviárias e serviços correlatos. Nos últimos dias, foi deflagrada uma operação da Polícia Federal que resultou na prisão de alguns executivos da empresa, mais precisamente nas controladas Ecovia e Ecocataratas. O foco, segundo a Polícia Federal, é apurar eventuais irregularidades relacionadas à administração das rodovias federais do Estado do Paraná que fazem parte do chamado Anel de Integração. A empresa até então tem colaborado com as investigações. Sigo comprado visto que as concessões dos dois controladores correspondem a cerca de 23,9% da receita bruta e, nos últimos meses, as ações da companhia caíram mais de 40%. Por enquanto vou interromper novas compras em EcoRodovias para evitar concentração deste ativo na minha carteira de investimentos. Atualmente representa 10,35%.

Por parte dos Fundos de Investimentos Imobiliários (FII) realizei apenas compras. Distribuídas nos fundos OuroInvest (OUJP11), General Shopping (FIGS11), Edifício Galeria (EDGA11) e Maxi Renda (MXRF11).

Os FIIs são ótimos ativos para quem quer iniciar na renda variável pela menor volatilidade, lastro em imóveis, e distribuição de proventos geralmente mensalmente. Por lei, os FIIs são obrigados a distribuir 95% dos lucros. É uma maneira muito barata de investir em imóveis no Brasil, a partir de R$ 10 reais. Deixe um comentário se deseja saber mais sobre FIIs.

Com estas novas compras, a expectativa é receber R$ 16,68 mensalmente.

Sobre a renda fixa, as únicas movimentações foram adição do FGTS e venda de uma parte da minha reserva para compras na renda variável. Dinheiro com necessidade imediata deixo rendendo na NuConta. A NuConta é uma conta de pagamento criada pelo NuBank. Lá rende 100% do CDI sem burocracia. Basta transferir o dinheiro e já está rendendo. E ainda permite pagar contas diretamente por ela.

Para fechar!

A carteira continua concentrada em renda variável. O motivo é simples, acredito no Brasil independente do vencedor das eleições.

Alta diversificação da carteira, inclusive em setores diferentes.

Muitas movimentações de compra e duas movimentações de venda. Normalmente faço poucas vendas. O objetivo é viver de renda e não da compra e venda dos ativos.

Setembro foi o mês de aportar principalmente na renda variável. Isso ocorreu pelos bons descontos que o período eleitoral proporciona. Boa quantidade dos recursos foram para os fundos de investimentos imobiliários.

Acredito que, assim como eu, qualquer um pode montar e gerir sua própria carteira de investimentos.

Estaremos trazendo cada vez mais conteúdos como este para ajuda-lo a montar sua carteira de investimentos.

É bem mais demorado viver de renda passiva pagando para alguém gerir seu dinheiro.