A bolsa de valores reserva ótimas surpresas para quem sabe onde procurar

199
Bolsa de valores para quem buscar crescer patrimônio

Nesta coluna, você vai acompanhar de perto a minha carteira de investimentos e aprender mais sobre renda variável para a construção de uma carteira previdenciária.

A carteira teve uma valorização de 3,50% em agosto, mais uma grande alta e, novamente, bem acima do Índice Bovespa, que desvalorizou 0,67%.

Uma ótima oportunidade apareceu na renda fixa e, por isso, estou fazendo desinvestimentos em meus fundos imobiliários. Além disso, vendendo parte da minha posição em empresas supervalorizadas para comprar empresas subvalorizadas e aumentar minha reserva de oportunidades.

Por causa disso a renda fixa teve um percentual maior na carteira e a expectativa é que seja ainda maior.

Foi um mês muito movimentado, abaixo você confere os detalhes e fica por dentro de tudo o que ocorre em minha carteira de investimentos.

Se quiser saber sobre toda a minha receita com investimentos, clique aqui.

Renda Fixa vs. Renda Variável

A proporção em renda fixa teve aumento de 23,42% para 25,44%. A estratégia de aumentar a reserva em renda fixa para os momentos de adversidade continua. Além disso, estou migrando minha posição em fundos imobiliários para oportunidade em renda fixa pagando 1,5% ao mês.

O percentual em renda fixa só não ficou maior porque algumas vendas em renda variável ocorreram no último dia do mês, como a liquidez é D+2 (número de dias para o dinheiro ficar disponível) só terei o recurso disponível para investir em renda fixa em setembro.

Rentabilidade mensal

A rentabilidade mensal é medida ao levar em consideração a variação entre o preço na liquidação de todos os ativos e os rendimentos do mês. Para saber mais sobre o cálculo de rentabilidade.

ERRATA: a rentabilidade do mês passado foi calculada errada, em vez de 4,14% foi 3,42%. O gráfico já está apresentado com o ajuste.

Em agosto, a rentabilidade de 3,50% foi superior ao índice Ibovespa, que funciona como um termômetro do mercado de capitais, e desvalorizou 0,67%.

Toda essa rentabilidade foi ótima e é esperado que fique acima do Ibovespa na maioria das vezes, afinal o índice tem tanto empresas boas quanto ruins, enquanto minha carteira é composta apenas de boas empresas.

Para saber mais sobre os ganhos com dividendos e vendas de ativos, clique aqui.

Carteira de Investimentos

Dessa vez houve aumento de um ativo (empréstimos) em renda fixa que corresponde a 5,07% da carteira. Com isso, a carteira tinha 25ativos e passou a ter 26.

A estratégia de priorizar os ativos em carteira continua e, atualmente, as dez maiores posições representam 75,05% da carteira.

As maiores quedas nos ativos de renda variável foram em OIBR3 (-23,72%), FESA4 (-21,73%) e UGPA3 (-16,47%). Toda essa queda foi compensada pelas fortes altas em PMAM3 (82,64%), HAPV3 (23,71%) e SAPR4 (9,92%).

As três ações que caíram muito eram posições pequenas na carteira, já duas das três que subiram eram de posições mais relevantes e elas não só compensaram as quedas das demais como ajudaram expressivamente na rentabilidade mensal da carteira.

Por isso é bom alocar bem o capital para diluir a volatilidade geral da carteira.

Agosto foi um mês bem movimentado, vamos falar um pouco das operações.

Operações

O mês começou com várias compras em PetroRio (PRIO3), aumentando minha posição na empresa. A PetroRio mudou seu modelo de negócio recentemente e desde então tem entregado excelentes resultados, as expectativas de fortes resultados continuam para os próximos trimestres.

O resultado do segundo trimestre foi ótimo e dentro das expectativas, e, por tudo o que a empresa divulgou, o terceiro trimestre será ainda melhor. O lado negativo fica por a empresa não ter controle sobre o preço do barril de petróleo, que é uma commodity, e pela próxima campanha de perfuração, que pode não encontrar petróleo.

Sigo bastante confiante nesse case e acredito ser a ação com maior potencial de valorização na minha carteira para os próximos doze meses. Durante o mês, conforme a cotação foi caindo, fui comprando. Hoje a empresa já representa 4,45% da carteira, sendo uma das maiores posições.

Petrorio (PRIO3)

Uma outra empresa que aumentei a posição de forma considerável foi a Oi (OIBR3). É uma empresa que já venho acompanhando desde 2017 e sinto segurança de aportar, mesmo em momentos de alvoroço do mercado.

A empresa divulgou uma grande prejuízo no segundo trimestre, o mercado ficou em polvorosa e começou a muitos se desfizeram das ações, o que fez a cotação despencar. Até aqui tudo bem, se não fosse a queda superior a 50%.

O pânico dominou. Como acompanho a empresa desde 2017 e acredito que a queda foi exagerada, fui às compras. Aproveitei isso para baixar meu preço médio de quase R$ 1,50 para R$ 1,10.

A empresa continua com sérias dificuldades porque precisa manter altos investimentos, porém a receita não é suficiente para cobrir tais investimentos e, até o momento, a empresa tem queimado caixa.

Recentemente escrevi um artigo dedicado exclusivamente à Oi, então se quiser saber mais clique aqui.

Outras empresas nas quais aumentei posição devido às quedas relevantes foram Ferbasa (FESA4) e Unipar (UNIP6). Ambas empresas tiveram quedas na cotação por causa do preço das commodities ferro, ligas e cloro. Essas são empresas cíclicas, então essa oscilação é natural.

Agora referente às vendas, vendi posições tanto em ações quanto em fundos imobiliários. Vamos começar pelas ações. As vendas basicamente foram de Ecorodovias (ECOR3) e Hapvida (HAPV3). Aqui diminui posição nas duas empresas por acreditar que as empresas estão supervalorizadas, com isso vou realizando vendas aos poucos para aproveitar oportunidades mais interessantes. Já comentei sobre essa estratégia no artigo passado.

A Hapvida chegou a subir mais de 20% só em agosto, enquanto a Ecorodovias subiu mais de 5%. Mesmo com as vendas do mês, a Ecorodovias continua sendo minha maior posição em renda variável.

Hapvida (HAPV3)
Ecorodovias (ECOR3)

E, próximo ao fim do mês, vendi uma parte relevante da minha posição em fundo imobiliário, principalmente em General Shopping Ativo e Renda (FIGS11).

Isso só ocorreu porque no início de agosto surgiu a oportunidade de emprestar dinheiro a uma taxa de 1,5% ao mês, algo muito acima do que ganho com os fundos imobiliários, que são investimento para geração de renda mensal e que, na minha carteira, pagam por volta de 0,6% ao mês.

Aqui o racional é vender os fundos imobiliários e emprestar o dinheiro a essa taxa bem mais alta, remunerando muito melhor meu capital. Em contrapartida, perco na liquidez, muito maior nos fundos imobiliários.

Continuo deixando minha reserva para oportunidade e emergência lá na NuConta, rendendo 100% do CDI sem burocracia. Sigo aguardando boas oportunidades para investimento.

Para fechar!

Este foi um mês bem movimentado, movimentei mais de 5% da carteira, e em setembro esse movimento deve continuar.

Independente disso, sigo comprando em bolsa de valores até que não tenha mais oportunidades que valham a pena. E atualmente ainda enxergo 30 empresas nas quais vale a pena investir. Conforme a bolsa continue a subir, pretendo ir aumentado a alocação em renda fixa para ampliar minha reserva de oportunidade.

A tendência de alta na bolsa continua e isso reflete a expectativa do Brasil. Nesses primeiros oito meses de governo muito foi feito, temos uma reforma da previdência praticamente aprovada. E estão em discussão um novo pacto federativo e uma reforma tributária. A linha do governo é clara, menos Estado e mais mercado. Por isso, sigo convicto quanto ao futuro da nação.

E o resultado começo a aparecer em números, embora de forma ainda tímida. Tivemos um crescimento de 0,4% no PIB do segundo trimestre, resultado que surpreendeu a maioria dos analistas.

Se pegarmos o número de forma crua, é fato que é um resultado pequeno, mas o que chama a atenção está nos detalhes. O Brasil cresceu 0,4% com o Estado diminuindo sua participação, ou seja, o capital privado começou a brilhar. À primeira vista parece bobagem, mas quem sempre guiava o PIB eram os péssimos investimentos feitos pelo Estado. Para mim, essa mudança, é mais um sinal de novos tempos, vamos aguardar para ver.

Mas se você pensa o contrário ou está temeroso com uma possível crise mundial, sugiro que leia o artigo que escrevemos sobre como se preparar para uma crise.

Se ainda não investe na bolsa e deseja dar o primeiro passo e ser acionista de grandes empresas, como o Banco Itaú, clique aqui.

Quem deseja saber mais sobre fundos imobiliários, clique aqui e aqui. Para conferir nossa primeira análise de fundos imobiliários, clique aqui.

É isso, Poupadores! A cada mês dou um passo para a liberdade financeira. Espero que este conteúdo te ajude a ver que é possível para qualquer um montar sua própria carteira previdenciária e garantir uma boa aposentadoria.

Se gostou do conteúdo, não esqueça de compartilhar com os amigos.

Deixe um comentário, queremos te ouvir para podermos trazer mais conteúdo sobre investimentos e te ajudar na construção do seu patrimônio e da sua aposentadoria.