Acompanhe os novos rumos dos meus investimentos para 2019

0

Feliz ano novo, Poupadores! Nesse novo ano de investimentos, venho trazer a vocês a evolução do meu patrimônio no mês de janeiro e as perspectivas para 2019.

A valorização dos meus investimentos fez com que meu Patrimônio Líquido (PL) aumentasse 10,35%. Resultado bastante positivo. Para 2019, por causa de incertezas, estou colocando a meta inicial de 16,61%. Essa meta será revisada trimestralmente.

Saiba mais sobre o que é a Jornada da Riqueza e como medir sua riqueza através do Balanço Patrimonial.

A seguir confira tudo isso em mais detalhes.

Taxa de Ativos Geradores de Renda

Esse indicador mostra o percentual de quanto o seu dinheiro está trabalhando para você.

Quanto maior o percentual, melhor.

Essa queda de dezembro já era esperada, como troquei de carro agora em janeiro, retirei boa parte dos recursos que estavam aplicados gerando renda através de juros. Tendo agora menos dinheiro que trabalha pra mim.

Essa queda é momentânea, afinal não é todo mês que trocamos de carro. Mesmo com isso, esse indicador ainda está em uma taxa bastante atrativa. Agora é continuar trabalhando para ganhar mais dinheiro e colocar ele para trabalhar pra mim.

Taxa de Endividamento

Esse indicador é dado pela soma total de passivos dividido pela soma total de ativos. Ele é responsável por mostrar como seu aumento patrimonial está sendo financiado, se com dinheiro próprio ou através de empréstimos de bancos, financeiras, cartões, etc.

Saiba mais sobre a taxa de endividamento.

A taxa teve um forte aumento por causa da compra de materiais e equipamentos odontológicos para minha esposa, que acabara de se formar e vai começar a atuar profissionalmente em breve.

Boa parte das compras foi passada no cartão, o que elevou a taxa e deve mantê-la pressionada por um tempo.

Preferi passar no crédito pelo fato de não ter descontos nas compras à vista. Desse modo, deixo meu dinheiro aplicado rendendo juros.

Taxa da Riqueza

Esse indicador serve como um termômetro da independência financeira. Ou seja, viver apenas do rendimento dos meus investimentos. É preciso prestar bastante atenção a este indicador caso você deseje viver somente de rendimentos.

Esse indicador chegou ao seu melhor patamar: 9,02%. Isso tudo graças ao expressivo aumento de rendimentos em 2018. E 2019 já começou gerando mais renda passiva do que janeiro de 2018. Isso é natural quando se mantem o ciclo de poupar e investir.

Com esse resultado, a meta de ter uma aposentadoria bastante confortável antes dos meus 40 anos continua viável.

Patrimônio

 

Depois de uma elevação de 67,24% do Patrimônio Líquido (PL) em 2018, a meta para 2019 será de 16,61%.

Ela será bem menor porque esse será um ano de investimentos em economia real, ou seja, estaremos montando um negócio. Dessa vez para minha esposa, que acabara de se formar em odontologia, com isso, precisaremos fazer grandes investimentos.

Como é um momento de incerteza, prefiro ser conservador e ajustar a meta conforme os resultados forem aparecendo, por isso vou ter que acompanhar essa meta bem de perto para 2019.

Pretendo avaliar e ajustar a meta trimestralmente.

Além disso, é importante comentar que boa parte do meu patrimônio está investido na bolsa de valores, e o Brasil depende de uma reforma da previdência, que não é fácil de ser aprovada em nenhum lugar do mundo. Felizmente chegou a um ponto que não dá mais para adiar, logo as expectativas são para a aprovação e, com isso, a bolsa de valores pode decolar.

Ainda assim, prefiro ser conservador considerando os políticos que temos, mesmo acreditando que essa legislatura será bem melhor que a anterior. Sobre os resultados de janeiro, só tenho a dizer que foi ótimo.

O índice Ibovespa, que funciona como um termômetro do mercado de capitais, valorizou 10,82% e meus investimentos acompanharam, por isso 10,35% de aumento do PL.

Saiba mais sobre as ações nas quais invisto.

É isso poupadores, o processo de enriquecimento continua e esse ano pretendemos abrir as asas para voar mais alto.