Nosso terceiro dia aproveitando as maravilhas chilenas

237
Nosso terceiro dia aproveitando as maravilhas chilenas

Olá Poupadores e Poupadoras, neste artigo vou compartilhar com vocês como foi nosso terceiro dia em Santiago, capital do Chile. Trarei todos os aspectos financeiros para te ajudar a se preparar financeiramente para uma viagem.

Para acompanhar desde o início, clique aqui. Se ainda não viu o artigo anterior, clique aqui.

Todos os preços aqui citados são referentes a um câmbio de 178 pesos chilenos para 1 real, foi a média que conseguimos durante nossa viagem.

Terceiro dia em Santiago, mais uma vez acordamos por volta das 8h e fomos tomar café em uma cafeteria próxima de onde estávamos hospedados. Pedi café e pão com ovos e a Dani pediu um misto e café com leite. Café da manhã básico, porém muito saboroso. Aliás, é incrível como quando estamos viajando as comidas parecem mais saborosas, já notaram? A conta total ficou em R$ 43,76.

Da cafeteria, seguimos para a cidade de Rancagua, localizada 85 quilômetros de Santiago. Nesse destino fomos conhecer um parque safari com algumas atrações bem interessantes, já falamos sobre elas.

Quero compartilhar sobre o aplicativo buschecker, que nos ajudou a chegar até lá. O buschecker é um aplicativo que faz o planejamento de uma origem até um destino. Por exemplo, pegue o ônibus X e desça no ponto Y, depois ande dois quarteirões e pegue o metrô A. Tudo detalhado e de acordo com os horários disponíveis dos transportes.

Este é um aplicativo indispensável para quem deseja fazer esse destino por conta própria e economizar uma grana. E adoramos economia, não é mesmo? Nesse caso, gastamos R$ 74,72 com ida e volta, enquanto na agência de viagem sairia por volta de R$ 450.

O aplicativo nos ajudou muito, pedimos ajuda apenas no final do caminho para termos certeza que estávamos no caminho correto, o motorista do ônibus nos orientou muito bem e descemos bem em frente ao safari. Chegamos às 12h30min e tratamos de comprar nossos ingressos. A entrada padrão custa R$ 28,08 por pessoa e te dá acesso a todo o parque, exceto pelas atrações extras que são pagas à parte.

O parque é bem cuidado, possui uma boa quantidade de animais, hospedagens e restaurantes. Ainda possui diversas atrações extras como: exposição de super carros (estava fechada), fliperama, caiaque, tirolesa, entre outras.

Além dessa, existem três atrações especiais: os herbívoros, os felinos e os dinossauros. Cada uma delas tem duração de 30 minutos e custa mais R$ 28,08 por pessoa. Decidimos por fazer as duas que são com animais vivos, os herbívoros e felinos. 

A atração dos herbívoros estava marcada para 13h30min e consiste em um passeio de trem para alimentar diversos animais herbívoros como girafas, lhamas, zebras, ovelha, avestruzes, entre outros. O trem é todo aberto com comida nas laterais, onde os animais se alimentam e ficam muito próximos, sendo possível até fazer carinho. A maioria dos animais foram resgatados por conta de maus tratos e visitar o safari é uma forma de mantê-los vivos e bem cuidados. Adorei o passeio, imperdível para quem curte animais.

Depois dessa aventura, tínhamos 30 minutos até a próxima atração, e tratamos logo de ir almoçar. Procuramos alguma comida que fosse preparada rapidamente, e nossa escolha foi por um Italiano completo, prato que se trata de um cachorro quente com abacate (eles colocam abacate em tudo), tomate e maionese. Para acompanhar, pegamos refrigerante e batatas fritas. Estava uma delícia, cada um saiu por R$24,71.

Italiano completo, basicamente é um cachorro quente com abacate, tomate e maionese.

Saiu rapidinho e deu tempo para nossa próxima atração: os felinos. Essa atração consiste em ficarmos dentro de uma jaula enquanto somos guiados em uma rota que possui alguns leões e tigres. Somos acompanhados por um guia que nos explica tudo sobre esses animais e busca alimentá-los em cima da jaula, onde podemos admira-los a uma distância muito pequena. Uma experiência maravilhosa e, de certa forma, impressionante ver um animal desse porte tão de perto.

Ao término, voltamos a rondar e conhecer o restante dos animais que habitam o lugar, além de admirar um pouco a paisagem do próprio parque.

Já no final do dia fizemos um passeio de caiaque em um pequeno lago com alguns patos e uma paisagem maravilhosa. Esse passeio custa R$ 5,61 por pessoa e permite três voltas no lago.

Com isso, por volta das 17h45min, terminamos nosso passeio nesse lugar maravilhoso. Foi cansativo, mas valeu muito a pena.

CURIOSIDADES: (1) na cidade de Rancagua os motoristas de ônibus possuem uma maquininha rudimentar para auxiliar nos trocos. A emissão do ingresso e comprovante de pagamento é totalmente digital. (2) o preço da gasolina é parecido com o brasileiro, a super 93 estava custando R$ 4,88/litro.

Pra finalizar o dia, saímos para jantar no restaurante Fukai Sushi, lá no bairro Bellavista, um dos mais badalados de Santiago. Fomos bem atendidos, mas particularmente não gostei do prato que pedi, era um prato que misturava sabores salgados e doces, combinação que não é muito do meu agrado.

Sem contar que, no meio do jantar, começamos a sentir um cheiro muito forte e nossos olhos começaram a lacrimejar. Ao perguntar ao garçom o que estava acontecendo, fomos informados que era por causa de bombas de gás lacrimogênio por conta de manifestações que estavam acontecendo a algumas quadras de distância. Isso estragou um pouco a experiência.

Terminamos o jantar, voltamos para nossa hospedagem e finalizamos nosso terceiro dia em Santiago. Confira o resumo dos gastos:

Despesas para duas pessoas. Cotação de 178 pesos para 1 real.

No próximo artigo, você conhecerá o quarto dia dessa viagem e, claro, ficará por dentro de tudo.

Não esquece de deixar o like e compartilhar com os amigos.

E antes de ir, conta pra gente se pretende viajar depois da pandemia. Se a resposta é sim, qual destino? Já viajou para o Chile e quer compartilhar sua experiência? Deixa aqui embaixo um comentário.