Como manter o balanço patrimonial num cenário pessimista

161
Como manter o balanço patrimonial num cenário pessimista

Olá, Poupadores e Poupadoras! Venho atualizar vocês sobre a evolução do meu patrimônio no mês de junho. Mais um mês positivo, como na maioria deles, principalmente por conta dessas dicas de como ser rico de verdade.

Dessa vez, meu Patrimônio Líquido teve alta de 5,99%, melhor mês em 2020!

Terceiro mês seguido de recuperação do índice Ibovespa, dessa vez subindo 8,76%, alta que contribuiu para aumentar meu patrimônio, que segue com 44% investido na bolsa de valores.

A seguir, você confere como estão os indicadores de enriquecimento e o resultado do mês em detalhes. Saiba mais sobre o que é a Jornada da Riqueza e como medir sua riqueza.

Taxa de Ativos Geradores de Renda

Este indicador mostra, em percentual, quanto o seu dinheiro está trabalhando para você. Quanto maior o percentual, melhor.

Houve alta de quase 3% no indicador, de 69,05% para 71,71%.  A depreciação dos nossos bens imobilizados contribuiu para isso, já que não fizemos nenhuma nova aquisição. E além disso, o grande retorno, acima de 7%, dos nossos investimentos.

Taxa de Endividamento

Este indicador é dado pela soma total de passivos dividida pela soma total de ativos. Ele é responsável por mostrar como o seu aumento patrimonial está sendo financiado: com dinheiro próprio ou através de empréstimos de bancos, financeiras, cartões, etc. Saiba mais sobre a taxa de endividamento.

Depois da alta histórica, a taxa reduziu de forma moderada. A redução só não foi maior porque entraram algumas despesas relacionadas à viagem que faremos para Santa Catarina em julho.

A tendência de queda no endividamento continua, e deve ser intensificada a partir de julho, convergindo para a média histórica por volta dos 4%.

Taxa da Riqueza

Este indicador serve como um termômetro da independência financeira. Ou seja, viver apenas do rendimento dos meus investimentos. É preciso prestar bastante atenção a este indicador caso você deseje viver somente de rendimentos.

O indicador voltou a ter alta, saindo de 17,87% para 19,83%. Nos últimos 24 meses, o custo do meu padrão de vida diminuiu 1,93% e o total de renda dos investimentos teve aumento maior do que R$ 3 mil, ambos contribuíram para a forte alta.

Patrimônio Líquido

Meu Patrimônio Líquido (descontada as dívidas) aumentou 5,99%, deixando a perda anual em apenas 1,23%, mesmo com a forte queda, de quase 20%, em março. Em junho, tivemos mais uma recuperação do índice Bovespa, que funciona como um termômetro da bolsa de valores, e subiu 8,76%, impulsionando boa parte da alta no meu patrimônio, que continua 44% investido na bolsa.

Também faço a depreciação mensal de boa parte dos meus bens, pelo menos dos que têm algum valor. A depreciação, em resumo, é o custo do uso do bem ao longo do tempo. Saiba mais sobre depreciação.

A depreciação do meu patrimônio em junho foi de R$ 650,80, contribuindo para a baixa anual de 1,23%. A queda foi bem menor que o mês passado porque fizemos uma depreciação maior em alguns produtos, restando fazer uma mais suave a partir de então. Por exemplo, estávamos depreciando nosso carro acima da tabela FIPE, e nesse mês alinhamos a 85% da FIPE, o que reduziu pouco mais de R$ 100 reais no custo dele. Em breve, para ficar mais claro, trarei um gráfico com a depreciação mensal.

Com toda a injeção de dinheiro para conter parte da crise financeira causada pelo Coronavírus, o mercado financeiro global está com bastante dinheiro disponível e a tendência de alta nas bolsas de valores continua. Isso corrobora para termos mais uma alta em julho, aliado com a boa poupança que farei é bem possível que o crescimento anual do meu patrimônio continue, mesmo em um cenário pessimista com queda de até 3% na bolsa de valores.

Então, por enquanto, a meta de aumento de 12,50% no patrimônio continua e até o momento não vejo perspectivas para revisão negativa, pelo contrário, é possível que haja revisão para aumento da meta. A próxima revisão deve ocorrer em setembro.

Acompanhem-nos pelo instagram para ficar por dentro do mundo dos investimentos e conferir muitas dicas para fazer o seu dinheiro trabalhar para você.

É isso, Poupadores e Poupadoras, até a próxima!