Três passos para começar a investir em renda variável

738

Se você investe na poupança e quer começar a aplicar seu dinheiro em investimentos mais rentáveis, este artigo é para você.

A poupança ainda é o investimento preferido dos brasileiros, talvez pela praticidade. Basta ter uma conta poupança, depositar o dinheiro e pronto. Mas saiba que nem sempre essa facilidade compensa já que a poupança é um dos investimentos de menor rentabilidade do mercado.

Todos os dias milhões de brasileiros deixam de ganhar mais dinheiro com investimentos mais rentáveis e tão seguros quanto a poupança. Felizmente investir além da poupança ficou mais fácil, prático e barato.

Você pode abrir uma conta em uma corretora de valores sem precisar sair de casa e ter acesso a inúmeros produtos negociados no mercado financeiro.

No Brasil, todas as negociações do mercado financeiros são feitas através da B3, única bolsa de valores brasileira.

Nela são negociados títulos de renda fixa e títulos públicos, fundos de investimentos imobiliários, ações de empresas de capital aberto e outros produtos financeiros.

A bolsa de valores tem um papel importante em qualquer economia. Ela faz a intermediação entre as empresas, que querem aperfeiçoar ou lançar novos produtos, e os investidores, que detêm o capital para financiar estes projetos.

Todo esse ambiente é regulado pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

Por lei, é obrigatória a existência de uma corretora de valores para intermediar as negociações do investidor na bolsa de valores.

O único pré-requisito para ter uma conta na corretora é ter uma conta bancária.

Atualmente toda a negociação é feita de forma digital, por meio de uma plataforma disponibilizada pela corretora de valores. Para negociar na bolsa de valores a corretora disponibiliza uma ferramenta chamada home broker.

Dessa forma, sem sair do conforto de casa, qualquer pessoa que tenha qualquer quantia em dinheiro, mesmo 50 centavos, pode investir e contribuir com o desenvolvimento do país.

Para ter acesso ao mercado financeiro e começar a investir, você precisará apenas de três passos.

1 – Escolha uma Corretora de Valores

Hoje existem dezenas de corretoras disponíveis e você precisará de uma delas para começar a investir.

A corretora é a responsável por intermediar sua relação com a bolsa de valores B3, onde seus investimentos ficam custodiados. De modo que seus investimentos estão seguros mesmo que sua corretora venha a falir. Neste caso bastará escolher outra corretora para intermediar as negociações.

É permitido que você tenha conta em mais de uma corretora caso não queira concentrar todos os investimentos em uma só. Também é permitido migrar seus investimentos de uma corretora para outra a qualquer momento.

DICA: tenha conta em mais de uma corretora e aproveite os melhores produtos financeiros de cada uma.

Uma boa notícia é que ficou muito mais barato investir.

Atualmente a maioria das corretoras não cobra tarifas para investimentos em renda fixa e o custo na renda variável caiu bastante nos últimos anos.

DICA: Tenha conta em uma corretora independente do banco, pois elas normalmente cobram menos taxas e apresentam uma maior quantidade de produtos financeiros.

Independente da corretora na qual você abrirá sua conta, você deverá informar CPF, RG, comprovante de residência e conta corrente de alguma instituição financeira (Banco do Brasil, Caixa, Itaú, Bradesco, Banco Inter, NuBank, Banco Original, Next, etc).

Além destas, outras informações são necessárias para traçar seu perfil enquanto investidor. Você pode ser conservador, moderado ou arrojado. Os produtos disponíveis para investimento variam conforme seu perfil de investidor, por isso responda o questionário com seriedade.

Com tudo preenchido, sua conta deve ficar ativa em até 72 horas.

2 – Transfira dinheiro para sua conta da corretora

Com sua conta ativa na corretora você já pode investir.

Para isso, basta transferir o dinheiro de sua conta bancária para sua conta na corretora.

Por medidas de segurança, sua conta na corretora só irá aceitar dinheiro da conta bancária informada no cadastro.

Se sua corretora e conta bancária forem da mesma instituição, não é necessário transferir o dinheiro. Caso contrário, a transferência do dinheiro deverá ser feita através de uma Transferência Eletrônica Disponível (TED).

Geralmente uma TED custa por volta de R$ 8,00 nos bancos tradicionais. Mas nem todos os bancos cobram esta tarifa, como o exemplo do NuBank e o Banco Inter.

Ter uma conta bancária que não cobre tarifas aumentará a rentabilidade dos seus investimentos.

Após a transferência, o dinheiro estará disponível em sua conta na corretora em até 30 minutos.

3 – Escolha o produto financeiro

Tudo pronto para investir, com o dinheiro na conta da sua corretora basta escolher entre os produtos disponíveis.

Seja produtos de renda fixa como Tesouro Direto, Certificados de Depósitos Bancário (CDB), Letras de Crédito Imobiliário (LCI), entre outros.

Até produtos de renda variável como Fundos de Investimentos Imobiliários (FII), Ações de empresas de capital aberto e outros.

Como pode ver é muito simples abrir sua conta na corretora de valores e começar a investir.

E aí, o que está esperando para colocar seu dinheiro para trabalhar para você?