Pechinchar é uma ótima maneira de poupar

0

Vamos direto ao ponto! Temos uma atualização no orçamento para 2019.

Nesse segundo mês do ano tive um bom aumento na receita e uma leve redução de despesas. A poupança está acima do previsto por causa da antecipação do salário por conta das minhas férias. Parte do que foi poupado será gasto em março.

Trarei um novo gráfico com a renda somente com dividendos de 2017 para cá. Atualizarei a forma de exibição do orçamento realizado, facilitando a exibição e o acompanhamento.

Sempre de olho em imprevistos que possam alterar o orçamento anual, sigo acompanhando de perto.

Nesta coluna, você acompanha meu orçamento mês a mês. Saiba mais sobre a Jornada da Riqueza.

Receitas

Houve aumento de 21,14% em fevereiro em relação ao mesmo mês no ano passado. Isso se deu por eventos não recorrentes. Basicamente, esse aumento veio pela antecipação salarial por causa de férias junto a uma PLR menor.

Do lado da renda passiva dos investimentos, foram R$ 268,94 de 2018 contra R$ 447,16 de 2019, aumento de 66,26%. Ótimo aumento, cada vez mais próximo de viver de dividendos. Confira o gráfico abaixo com os ganhos na renda passiva de 2017 para cá.

Ainda em comparação entre os meses de fevereiro, na compra e venda de ativos, os ganhos foram de R$ 1.024,76 contra R$ 34,86, redução de 96,59%. Essa variação enorme é normal, já que as movimentações de venda não ocorrem todos os meses. Elas ocorrem, principalmente, quando um ativo perdeu fundamentos ou quando o mercado precifica um ativo muito acima do que ele vale, fazendo com o que perca atratividade e a venda seja realizada para investir em um ativo mais rentável.

Despesas

Vamos começar pela comparação anual. Em relação a fevereiro de 2018, houve redução de 1,95%. Isso ocorreu, principalmente, por gastos menores com (1) a mensalidade da especialização da minha esposa é menor do que a da graduação de odontologia (2) gasto com tratamentos odontológicos. E elevação nos gastos com habitação na compra de um novo colchão para o quarto de hóspedes.

Quando comparado fevereiro com janeiro de 2019, houve uma redução de 83,53%. Toda essa diferença foi, basicamente, pelos grandes gastos de janeiro com a compra do novo carro e com equipamentos e materiais odontológicos. Saiba mais sobre os gastos de janeiro.

Os principais aumentos foram com Educação (360,19%), Vestuário (18,89%) e Habitação (10,73%).

Todo o aumento com educação se deu pelo pagamento da inscrição junto com a primeira mensalidade da especialização em dentística que minha esposa começou em Salvador-BA.

Já com vestuário, o aumento foi pela compra do anel de formatura da minha esposa. Uma das maneiras de fazer sobrar mais dinheiro é justamente se planejar para ter dinheiro disponível e negociar bons descontos. Nesse caso, conseguimos um belo desconto de 15% com a compra à vista.

E com habitação, os gastos foram um pouco maiores pela compra de um novo colchão de molas ensacadas para o quarto de hospedes. Íamos receber alguns parentes da minha esposa e queríamos garantir que dormiriam bem.

Dica: Um bom colchão é um dos melhores investimentos que se pode fazer, nada como ter boas noite de sono. Dê preferência a colchões de molas ensacadas e não esqueça de verificar se a densidade está de acordo com seu peso. Um colchão desse tipo com uma densidade adequada para pessoas de até 100 quilos custa em torno de R$ 900,00. Valeu muito a pena se levar em consideração o tempo de uso de, pelo menos, 8h/dia e que tem uma durabilidade de pelo menos cinco anos, podendo a chegar a mais de 10.

Por outro lado, houve menos gastos com Transporte (97,10%), Outros (81,93%), Lazer (70,91%), Cuidados Pessoais (54,69%), e Alimentação (26,05%).

Essa grade de redução com transporte ocorreu porque em fevereiro tive apenas os gastos de manutenção do carro, enquanto em janeiro teve a compra dele.

Em Outros, a redução foi por menores gastos com equipamentos e materiais odontológicos. A maior parte das compras foi realiza em janeiro.

Com lazer foi por não ter nenhuma despesa da viagem que fizemos para Maceió em dezembro. A redução só não foi maior porque saímos bastante com os parentes da minha esposa que vieram para a formatura dela.

Já com cuidados pessoais, foi pela redução em gastos com cosméticos. E, para terminar, os gastos com Alimentação foram menores pelos gastos fora de casa.

Orçamento 2019

Para começar, fiz uma pequena mudança no gráfico com o intuito de demonstrar melhor as oscilações no orçamento. Fizemos uma mudança na demonstração do orçamento realizado. Agora o gráfico vai demonstrar efetivamente o que foi realizado dentro do total. Digamos que o gasto anual com alimentação previsto é de R$ 3 mil e isso represente 15% do orçamento, se até o momento o gasto total com alimentação foi de R$ 1,5 mil, então o gráfico mostrará alimentação com 15% previsto e realizado com 7,5%.

Essa alteração não altera os números demonstrados, apenas facilita a visualização.

Aprenda a fazer um orçamento incrível.

Até fevereiro temos três pontos que valem a pena ser comentados.

O primeiro é em relação à poupança. Até agora foi poupado mais do que o previsto, isso a princípio é positivo, mas toda essa poupança foi porque recebi a antecipação das férias em fevereiro, o que me permitiu poupar para março. Ainda estão previstos desembolsos ao longo dos próximos meses, que podem trazer o realizado para dentro do previsto.

O segundo é com a categoria Transporte, os gastos realizados já estão próximos ao previsto. Isso ocorreu pela compra do carro novo no mês de janeiro. A menos que haja algum grande imprevisto, os gastos nessa categoria devem seguir baixos para o restante do ano.

E, por fim, o terceiro é com Outros. Embora o gráfico seja até fevereiro, é perceptível que mais de 50% dos gastos previstos já foram realizados, mesmo assim dentro do previsto. Como já mencionamos, começamos a investir em equipamentos e materiais odontológicos para minha esposa começar a atuar profissionalmente. Boa parte desses gastos estão concentrados no primeiro trimestre.

É isso, seguimos acompanhando e estamos prontos para realinhar o orçamento conforme o cenário de 2019 vá se tornando mais claro. Para saber mais clique aqui.

Tem dúvidas ou sugestões? Comente aqui.