Os resultados de junho foram melhores do que o esperado

222

Olá, Poupadores! Venho trazer a vocês a evolução do meu patrimônio no mês de junho.

Houve grande aumento no patrimônio líquido (PL) e, com isso, superei novamente a meta. Essa alta é resultado da valorização dos ativos no mercado de renda variável junto com o foco na antecipação das contas do cartão de crédito.

Todos os indicadores tiveram melhorias e, com os resultados até o momento junto com as expectativas para o segundo semestre de 2019, estou elevando a meta de 16,61% para 18%.

Saiba mais sobre o que é a Jornada da Riqueza e como medir sua riqueza. A seguir, você confere como estão os indicadores monitorados de enriquecimento e o resultado do mês em detalhes.

Taxa de Ativos Geradores de Renda

Este indicador mostra, em percentual, quanto o seu dinheiro está trabalhando para você. Quanto maior o percentual, melhor.

A taxa de ativos geradores de renda segue tendência de alta, causada principalmente pela valorização dos investimentos junto com a depreciação dos bens. E a expectativa é de leve alta para os próximos meses.

Taxa de Endividamento

Este indicador é dado pela soma total de passivos dividida pela soma total de ativos. Ele é responsável por mostrar como o seu aumento patrimonial está sendo financiado: com dinheiro próprio ou através de empréstimos de bancos, financeiras, cartões, etc. Saiba mais sobre a taxa de endividamento.

A expectativa para junho se confirmou, a taxa teve mais uma boa redução, indo a apenas 2%. Essas três quedas foram pelas antecipações no cartão de crédito, pagamos quase tudo o que devíamos. Quanto menor a taxa de endividamento, melhor.

Em julho devemos zerar as despesas no cartão de crédito e a expectativa é de nova queda no indicador. Estou sempre tentando deixar esse indicador abaixo dos 6%, a não ser por motivos excepcionais.

Taxa da Riqueza

Esse indicador serve como um termômetro da independência financeira. Ou seja, viver apenas do rendimento dos meus investimentos. É preciso prestar bastante atenção a este indicador caso você deseje viver somente de rendimentos.

O indicador voltou a melhorar, em boa parte pelo aumento nos ganhos com renda passiva e pela leve redução no padrão de vida dos últimos 12 meses. Parte da redução dos gastos foi pela compra do nosso cão no ano passado.

A pretensão é que esse indicador volte a subir nos meses seguintes.

Patrimônio

Depois de uma elevação de 67,24% do Patrimônio Líquido (PL) em 2018, a meta para 2019 é mais modesta: 16,61%. Os motivos dessa redução podem ser conferidos aqui.

O PL teve aumento de 3,99%. Esse resultado é explicado, principalmente, por dois fatores: (1) pela valorização dos ativos em renda variável e (2) pela antecipação das contas no cartão de crédito.

Tudo isso elevando a depreciação do carro para ficar mais próximo do valor de mercado.

Esse foi o melhor mês do ano, a taxa de ativos geradores de renda melhorou, taxa de endividamento chegou no menor patamar, taxa de riqueza teve melhora expressiva além da grande valorização de quase 4% no PL.

Com esse resultado, sigo novamente acima da meta de 16,61% para 2019. E ainda vejo perspectivas mais otimistas para a segunda metade do ano.

De forma que vou elevar a meta de 16,61% para 18%. Esse é um dos benefícios de se planejar e focar em atingir os objetivos. Confira o que já escrevemos sobre esse assunto.

Que tal nos contar como estão suas metas e o que está fazendo para persegui-las?

É isso poupadores, até a próxima.