Construa objetivos no lugar de sonhos

431

Olá Poupadores, todos sabem que poupar é importante. Mas porque sabemos e não o fazemos?

Um dos grandes motivos é porque poupar exige sacrifício, sacrificar o presente para a realização de sonhos futuros. Sonhar é algo maravilhoso, mas por que todos sonham e poucos concretizam?

A explicação é simples, sonhar tem a ver com uma ideia vaga sobre o futuro. No entanto, pouco tem a ver com o caminho para chegar até lá. Então o que fazer para realizar seus sonhos? Transforma-los em objetivos. Os objetivos são tangíveis, alcançáveis, quantificáveis. Esses sim têm a ver com o caminho.

Então que tal transformar seus sonhos em objetivos?

Não é novidade para ninguém que a maioria dos seus objetivos vai te custar algum dinheiro. Fazer uma viagem internacional requer dinheiro, comprar um carro requer dinheiro, ter saúde de qualidade requer dinheiro, comprar a tão sonhada casa requer muito dinheiro. O problema não está em sonhar, mas em quanto se está disposto a sacrificar pelos seus sonhos.

É ai que entra o planejamento financeiro. Com ele você conseguirá saber exatamente quanto precisa poupar no presente para realizar seus objetivos no prazo desejado. Porém, apenas objetivos não são o suficiente, você precisa de bons objetivos.

Um bom objetivo precisa ter três características básicas: um motivo, um prazo e um custo. Nada melhor para aprender do que exemplos. Vamos a eles:

“Quitar o financiamento imobiliário do apartamento em 10 anos para dar folga no orçamento”.

“Parar de trabalhar aos 60 anos, possuindo 1 milhão de reais, podendo me dedicar a projetos sociais.”

“Acumular 10 mil reais para estudar inglês no exterior e melhorar minha formação profissional.”

Não esqueça do deixar claro o motivo, é ele que vai te dar forças para seguir em frente, principalmente nos dias mais difíceis. Nós seres humanos somos muito visuais então, sempre que possível, imprima uma foto da melhor imagem que possa representar seu sonho ou construa um mural dos sonhos e o deixe visível para te lembrar pelo que batalha tanto e porque poupa cada centavo.

Depois de refletir sobre todos os seus objetivos, você será capaz de se planejar financeiramente para alcançá-los no prazo desejado. Abaixo mapeamos um exemplo simplificado:

A título de aprendizado listei duas colunas de poupança mensal. Uma sem considerar juros ao longo do tempo e a outra considerando-os. Na que considera os juros, utilizamos como base 5% a.a. acima da inflação, taxa plenamente possível em investimentos seguros como a renda fixa. Para calcular o valor mensal de cada objetivo considerando os juros, fique livre para usar calculadores de juros compostos disponíveis.

Coloquei as duas colunas apenas para exemplificar quanto se perde pela falta de educação financeira. Sem planejamento financeiro, para alcançar seus objetivos, custaria R$ 1.730,14 por mês, isso para ser bonzinho já que não consideramos juros com empréstimos. Com planejamento e pondo seu dinheiro para trabalhar para você, isso custaria R$ 1.047,65, uma redução mensal de R$ 682,49.

Outro ponto interessante do planejamento é que ele vai te ajudar a direcionar suas ações para o futuro. Digamos que seu salário seja de R$ 1.500,00, mesmo no cenário com juros seria muito difícil alcançar a poupança de R$ 1.047,65 mensais do nosso exemplo. Sabendo disso, você já pode pensar em opções para contornar a situação.

Uma delas seria a diminuição dos objetivos ou o aumento do prazo para caber no orçamento, embora seja uma opção pouco recomendável porque abrir mão do que se deseja pode trazer frustrações futuras.

Outra é começar a pensar em maneiras de ganhar mais dinheiro, assim poderia manter seus objetivos nos prazos estipulados. Essa é uma opção que me agrada bastante, porque essa busca por mais renda normalmente fará você se desenvolver mais como pessoa e trará mais prosperidade para sua vida.

Uma terceira seria aprender mais sobre investimentos e, com isso, reduzir o valor aportado mensalmente, embora essa opção não traga uma grande redução no valor poupado mensal. Pode ser descartada caso o valor poupado mensalmente esteja longe do valor necessário.

E uma quarta é a diminuição das despesas, afinal todos temos uma “gordurinha a queimar” quanto se trata de gastos. Porém, o espaço aqui não é tão grande, sendo uma opção descartável pelos mesmos motivos da opção anterior.

Espero ter contribuído para que você comece a realizar seus sonhos. A construção de um planejamento financeiro básico com certeza trará grandes economias e te ajudará a conseguir muito mais pagando muito menos. Confira também o meu artigo sobre balanço patrimonial. Até mais poupadores.

E ai o que achou? Escreva aqui embaixo e conte pra gente.