Conheça a PetroRio (PRIO3): parte 2

399

Olá Poupadores e Poupadoras, aqui sempre recomendamos que você invista de forma fundamentada, isto é, que conheça muito bem a empresa em que você investe.

Agora vamos continuar a análise da PetroRio (PRIO3), para conferir a primeira parte clique aqui.

Quando olhamos para o lado operacional, a PetroRio também mostra que sabe fazer muito bem o dever de casa, inclusive continuando a se tornar mais eficiente ao reduzir o preço de exploração por barril ao longo do tempo, chegando a apenas US$22,90 no terceiro trimestre de 2019.

Quanto menor os custos, maiores são os lucros e, com o preço do barril por volta dos US$60,00, com certeza a PetroRio consegue um lucro muito interessante. No início da PetroRio o campo de Polvo chegou a se pagar por volta de 6 meses, mostrando que a empresa sabe muito bem o que está fazendo.

Já os investimentos mais recentes estão demorando um pouco mais, por volta de 18 a 24 meses. Mesmo assim um retorno bastante rápido. Essa melhora no ganho por barril pode ser vista no gráfico abaixo:

Conforme visto no gráfico, a PetroRio anda fazendo muito bem o dever de casa e não é por acaso que o preço de suas ações se valorizou bastante nos últimos anos:

De 2015 para cá os preços saíram da casa dos R$2,00 por ação para os R$37,00, uma tremenda valorização, principalmente nos últimos dois anos. O mercado demorou, mas finalmente percebeu todo o resultado e potencial da empresa. Faz mais ou menos um ano que comecei a estudar o case e sentir confiança para investir, ainda consegui montar uma boa posição com preço médio de R$ 17,00, o que me fez aproveitar essa última alta.

Pois bem, tudo o que falamos até aqui diz respeito ao passado e ao presente, mas o que importa de agora em diante é o futuro. E se esse futuro for promissor, as ações da PetroRio vão se valorizar ainda mais. Então quais são os planos da empresa?

A empresa atualmente está investindo por volta de 60 milhões de dólares em uma campanha de perfuração em Polvo para encontrar mais petróleo e aumentar a vida útil do campo. Caso tenha sucesso, esse, sem dúvidas, será um gatilho de alta, embora haja sempre o risco de não se encontrar nada. Nesse caso, o jogo pode virar contra a empresa, afinal muito dinheiro está sendo investido.

Atualmente a empresa produz 30 mil barris por dia com um custo de US$22,90 por barril, mas a expectativa da empresa é conseguir chegar a um custo de US$20,00, o que melhoraria a margem dela e, consequentemente, o lucro. Importante notar que US$22,90 já é um ótimo custo, pois a Petrobras produz o barril por cerca de US$30,00 em águas rasas.

Outro gatilho será a aquisição de novos campos, a PetroRio já buscou fontes de financiamento e está preparada para adquirir novos campos que façam sentido para a empresa e tenham um custo razoável. Qualquer notícia nesse aspecto deve também fazer com que o mercado reavalie a empresa por um valor maior.

E o outro ponto, que não tem basicamente nenhum controle pela empresa, é o preço do barril de petróleo, afinal estamos falando de uma commodity. Se o preço continuar acima dos US$60,00, a PetroRio tende a lucrar muito e decolar, caso contrário será um risco para a empresa, que pode entrar no prejuízo se o preço cair abaixo dos US$35,00 por barril.

Então é isso, essa é uma das empresas na qual vejo maior potencial na bolsa de valores. É fato que, depois de toda a alta recente, boa parte do potencial já foi precificado. Por isso, prefiro ser prudente e alocar aos poucos ou ficar com capital disponível preparado para caso uma boa notícia venha a acontecer, como por exemplo a campanha de exploração ser um sucesso ou aquisição de nova concessão.

Essa foi nossa primeira análise de uma empresa de capital aberto e tentei fazer da forma menos complicada, sem entrar em detalhes nos números, focando no modelo de negócio e nas perspectivas do negócio.

É bom deixar claro que não é uma recomendação de compra ou venda.

Poupadores e Poupadoras, o que acharam dessa análise? Gostou da empresa? Deixa um comentário.