Confira minha estratégia de alocação para melhores resultados

0

Olá, Poupadores! Venho trazer a vocês a evolução do meu patrimônio no mês de agosto.

Houve um grande aumento no patrimônio líquido (PL) e, com isso, meu resultado acumulado está em 33%, bem acima da meta de 18%. Essa alta é resultado da valorização dos ativos no mercado de renda variável junto com a restituição de imposto de renda, recebida agora em agosto.

Boa parte da receita extra foi utilizada para quitar dívidas no cartão e, por isso, a taxa de endividamento chegou à mínima histórica. Por ora, a meta de aumento de riqueza continuará em 18%, farei uma revisão apenas em setembro.

Saiba mais sobre o que é a Jornada da Riqueza e como medir sua riqueza. A seguir, você confere como estão os indicadores monitorados de enriquecimento e o resultado do mês em detalhes.

Taxa de Ativos Geradores de Renda

Este indicador mostra, em percentual, quanto o seu dinheiro está trabalhando para você. Quanto maior o percentual, melhor.

O indicador sofreu uma queda em agosto devido ao prazo de resgate de dois dias nas vendas de ativos em renda variável. Como realizei algumas vendas nos dias 29 e 30, o dinheiro só ficará disponível nos dias 02 e 03 de setembro, com isso não foi possível realizar a alocação pretendida em renda fixa.

Desconsiderando esse prazo da liquidez, o resultado seria mais uma leve alta, reforçando a tendência de alta.

Taxa de Endividamento

Este indicador é dado pela soma total de passivos dividida pela soma total de ativos. Ele é responsável por mostrar como o seu aumento patrimonial está sendo financiado: com dinheiro próprio ou através de empréstimos de bancos, financeiras, cartões, etc. Saiba mais sobre a taxa de endividamento.

Depois dos investimentos a prazo em julho, realizamos a antecipação em agosto e, com isso, o indicador caiu bastante, chegando ao menor patamar histórico.

Como surgiu a oportunidade de investir em renda fixa a 1,5% a.m., a estratégia de antecipação não será mais utilizada, pois na antecipação o ganho era menor do que 0,4% ao mês. Vale muito mais apena emprestar a 1,5% e deixar de ganhar o desconto de 0,4%.

Dado esse novo cenário, vou deixar de realizar as antecipações e isso deve elevar a taxa de endividamento.

Taxa da Riqueza

Esse indicador serve como um termômetro da independência financeira. Ou seja, viver apenas do rendimento dos meus investimentos. É preciso prestar bastante atenção a este indicador caso você deseje viver somente de rendimentos.

O indicador mais uma vez voltou a melhorar, graças ao aumento nos ganhos com renda passiva. A tendência é que esse indicador continue a subir nos meses seguintes.

Patrimônio Líquido

Depois de uma elevação de 67,24% do Patrimônio Líquido (PL) em 2018, a meta para 2019 é mais modesta: 18%.

O PL teve mais um forte aumento, de 5,64%. Esse resultado é explicado, principalmente, por dois fatores: (1) pela renda extra com a restituição de imposto de renda e (2) pela boa rentabilidade dos investimentos.

Esse foi mais um ótimo mês, só não houve melhora em todos os indicadores por questão de liquidez para realizar os investimentos dentro do próprio mês, por isso a taxa de ativo geradores de renda teve uma leve queda.

Todo esse resultado é fruto de muito planejamento, trabalho e foco diários para atingir os objetivos. Isso me ajuda a poupar e, consequentemente, a investir de forma a maximizar os resultados.

Dê um passo todo dia em direção a seus objetivos e depois de meses você terá andado uma maratona. Confira o que já escrevemos sobre esse assunto.

O resultado acumulado até aqui é de 33% e me coloca em uma situação bem confortável em relação à meta, que aumentou de 16,61% para 18% no mês passado.

Por ora, a meta continuará sem alteração, visto que muitos dos meus investimentos são em renda variável e o mercado pode inverter de alta para baixa a qualquer instante. Em setembro farei uma nova revisão e é bem possível que a meta seja elevada novamente.

Que tal nos contar como estão suas metas e o que está fazendo para persegui-las?

É isso poupadores, até a próxima!