Confira as atualizações do meu orçamento para 2019

367

Vamos direto ao ponto! Temos outra atualização no orçamento para 2019.

Nesse quinto mês do ano tive um bom aumento das receitas passivas, o que contribuiu para qu eu fique mais perto da independência financeira. No acumulado de 2019, comparando com mesmo período de 2018, a alta chega a quase 100%.

Além disso, houve aumento nas despesas, em boa parte graças ao pagamento antecipado das contas no cartão de crédito. E, com tudo isso, por pouco não houve poupança no mês. Devo voltar a poupar até julho. Apesar disso, até então a poupança realizada está acima do previsto.

Houve também uma atualização no orçamento para refletir os gastos que estão previstos.

Nesta coluna, você acompanha meu orçamento mês a mês. Saiba mais sobre a Jornada da Riqueza.

Receitas

Houve redução de 18,3% em maio em relação ao mesmo mês no ano passado. Isso se deu pela ajuda financeira em maio do ano passado para a formatura da minha esposa e por receitas maiores vindas dos investimentos, principalmente por operações de venda.

Do lado da renda passiva dos investimentos, foram R$ 318,46 de 2018 contra R$ 615,85 de 2019, um aumento de 93,38%. Ótimo aumento, isso mostra que cada vez a renda passiva – que não depende do meu trabalho – é cada vez mais representativa em relação a renda total.

Ainda em comparação entre os meses de maio, na compra e venda de ativos, os ganhos foram de R$ 1.399,63 em 2019 contra R$ 189,33 em 2018. Essa variação enorme é normal, já que as movimentações de venda não ocorrem todos os meses. Juntando todos os ganhos com investimento, o total foi de R$ 805,18.

Despesas

Ao comparar os meses de abril e maio de 2019, houve um aumento de 24,87%. Todo esse aumento foi, basicamente, pela antecipação de contas e pela compra de um novo celular. Os principais aumentos foram com Vestuário (225,74%), Habitação (150,36%) e Educação (32,82%).

Com vestuário, o impacto é mais uma vez pela sazonalidade, nem todos os meses fazemos compras. Essa é uma categoria na qual iremos gastar mais em 2019 graças a um dos princípios de Napoleon Hill do livro a Lei do Triunfo. Ele identifica que se vestir bem ajuda no sucesso da sua jornada.

Na categoria Habitação, os maiores gastos foram pela antecipação das prestações da máquina de lavar que compramos em novembro, nesse mês ela foi toda quitada. Além disso, também realizei a compra de um novo celular, dessa vez um top de linha, o Xiaomi Mi 9. É um aparelho que vai servir tanto para meu uso pessoal quanto para produzir conteúdo de melhor qualidade para Os Poupadores no Instagram. Além disso, é uma das marcas com melhor custo benefício.

Já em educação, o aumento foi pelos gastos com a mensalidade da especialização em odontologia que minha esposa anda fazendo, somado à compra de materiais para treinamento utilizado na especialização.

Por outro lado, houve menos gastos com Outros (68,55%), Saúde (42,01%) e Lazer (22,02%). Com a categoria Outros, a redução foi pelo pagamento das parcelas do que já compramos, quase nada novo foi comprado.

Os gastos com Saúde sofreram redução por causa das compras dos medicamentos de uso contínuo, adquiridos em abril e as compras de maio virão em junho. E com Lazer, reduzimos o número de saídas e também escolhemos opções mais em conta.

Orçamento

Agora em maio, o orçamento teve ajustes em cinco categorias.

Houve aumentos nas categorias Educação e Outros. O ajuste em Educação foi porque saiu a lista de materiais que minha esposa irá precisar na especialização. E em Outros teve novo aumento por causa de gastos não previstos para o consultório.

Para compensar essas altas, outras três categorias sofreram quedas: alimentação, saúde e cuidados pessoais. Saúde teve nova queda, dessa vez, por folga no orçamento. Alimentação não é uma categoria que tem grandes variações de gastos, até o momento o realizado segue consideravelmente abaixo do previsto e por isso foi ajustada.

Outro ponto a comentar é em relação à Poupança. Novamente os gastos foram maiores do que os ganhos, com isso, o realizado saiu de 4,17% para 3,75%. Logo que acabarmos de antecipar as contas do cartão de crédito devo voltar a poupar, isso deve ocorrer, no mais tardar, até julho.

É isso, continuamos a atualizar o orçamento conforme o cenário se altere, seja com mais ou menos despesas. Para saber mais clique aqui.

Tem dúvidas ou sugestões? Comente aqui.