Aprenda a diferença entre day, swing e position trade

488

Olá Poupadores, hoje vamos falar um pouquinho de bolsa de valores, mais precisamente sobre operações de trade. Podemos dividir as operações em três: day trade, swing trade e position trade.

Day Trade

O day trade, como o próprio nome já diz, são operações realizadas no mesmo dia. Isso quer dizer que você realizou a compra de uma ação terá que vende-la dentro do horário de negociação do mercado. Numa linguagem do mercado, pode-se dizer que você nunca irá dormir comprado ou vendido na posição. Operar comprado significa que você acredita que a empresa irá valorizar, operar vendido é o oposto.

Essa modalidade tem uma diferença 5% de tributação em relação às outras duas. Enquanto nas demais a taxa é de 15% sobre o lucro líquido, no day trade, essa taxa é de 20%.

A operação de day trade normalmente leva em consideração tendências na cotação, estudadas através da análise técnica, que investiga movimentos de mercado com o propósito de prever tendências futuras.

Quanto menor o tempo de uma operação, maior tende a ser o risco. É por isso que mais de 90% das pessoas que operam por day trade amargam prejuízos.

Swing Trade

O swing trade consiste em operações de curta duração, maiores que um e menores do que 30 dias. Como essas operações levam mais tempo, você fará menos operações e consequentemente terá menos custos.

Quando comparado ao day trade, pode-se dizer que são operações com menor risco, já que há mais tempo para análise técnica, por meio da qual as decisões geralmente são tomadas.

Uma outra vantagem é a tributação. Segundo a legislação brasileira vigente, o investidor fica isento se vender abaixo de R$ 20.000,00 reais por mês em operação que não sejam de day trade. E caso passe dessa faixa, a tributação é de 15%, menor do que os 20% no day trade.

Position Trade

Por fim temos o position trade. Nessa modalidade, as operações levam mais tempo do que as anteriores, geralmente meses ou anos.

As decisões nessa modalidade normalmente são obtidas através de uma análise fundamentalista. Nessa análise, você estuda o ativo em questão e através de várias informações chega ao preço justo do ativo. A partir disso, chega-se à decisão de investir ou não no ativo.

A partir do investimento realizado, o investidor tende a acompanhar e investir no ativo até que o mesmo esteja atrativo. E é por isso que às vezes um investidor fundamentalista pode passar décadas com o investimento em determinado ativo.

Uma outra vantagem desse tipo de operação é a tributação, que segue as mesmas regras da operação de swing trade.

É isso poupadores, sabe qual desses tipos de operações utilizo em meus investimentos? É o position trade. E o principal dos motivos é que vários estudos mostram que o risco de perder dinheiro investindo em ações tende a zero quanto maior o prazo do investimento. Clique aqui e confira um desses estudos.

Gostou? Tem dúvidas? Deixe um comentário.