Ajustes no orçamento e dicas de negociação na pandemia

396
Ajustes no orçamento e dicas de negociação na pandemia

Em maio, continuamos com gastos bem menores do que prevíamos, principalmente com lazer e transportes. Por outro lado, fizemos um grande investimento na troca da cadeira odontológica do consultório da Dani.

Revisamos nosso orçamento, agora que o cenário pós pandemia é um pouco mais claro. Isso diminuiu a previsão de receita por conta da queda dos dividendos na renda variável e pelos três meses sem atendimento no consultório.

Abaixo, você confere tudo isso em detalhes e aprende a monitorar tudo o que é importante dentro do seu orçamento. Saiba mais sobre a Jornada da Riqueza.

Receitas

Em maio, houve um aumento de 12,71% em relação ao mesmo período do ano passado. Isso aconteceu por causa do aumento da renda através dos investimentos e pela venda do meu notebook.

Olhando apenas para a renda passiva, que não depende do meu trabalho e é o que mais importa para a aposentadoria, houve uma redução de 19,63% quando comparado com o mesmo período do ano passado. A queda aconteceu, principalmente, porque recebi os juros de maio antecipadamente em abril, o que inflou o resultado de abril e diminuiu o de maio. Além disso, as empresas listadas na bolsa de valores estão postergando a distribuição de lucros aos acionistas por conta da pandemia e, consequentemente, a incerteza economia.

Segue abaixo gráfico atualizado com os proventos distribuídos desde 2017:

Olhando para o lado positivo, o ganho foi de R$ 498,60, aumento de 145,74% comparado a maio do ano passado. Como pode notar, essa é uma receita mais volátil e depende da mudança no racional sobre o investimento ou se acredito que algum dos meus ativos está sobrevalorizado.

Despesas

Ao comparar os meses de abril e maio, houve aumento de 121,04%.

Toda a renda economizada em abril foi gasta agora em maio. Isso ocorreu, basicamente, porque decidimos trocar a cadeira do consultório da minha esposa. Aproveitamos o poder de negociação do lado do consumidor para conseguir bons descontos, visto que muitas empresas estão dispostas a perder um pouco de margem para conseguir vender durante a pandemia do Coronavírus.

Conseguimos um desconto de quase R$ 4 mil, considerando que conseguimos alguns acessórios sem pagar a mais e também o pagamento a prazo sem juros pelo preço de à vista.

O restante dos gastos continuou bem abaixo do que eram pré-coronavírus. Em ralação a abril, gastamos um pouco mais na compra de um livro de odontologia (educação), troca do notebook (habitação) e compra do tênis adidas (vestuário).

Confira 3 dicas para economizar dinheiro sem sair de casa durante a pandemia.

Orçamento

Após cinco meses, fiz a primeira revisão no orçamento para me adequar à nova realidade criada pela pandemia do Coronavírus.

Nas receitas, revisamos a previsão na renda variável e no consultório para baixo. No caso da renda variável porque várias empresas vão segurar o dinheiro até o cenário estar mais claro. Pode ser que a normalidade na distribuição volte apenas em 2021. E, no consultório, por conta de três meses sem atendimentos, voltou só agora em junho.

Enquanto a previsão de receita diminuiu, o mesmo aconteceu em algumas categorias, principalmente em lazer e transportes. Por outro lado, aumentamos o gasto na categoria “Outros”, por conta da troca da cadeira odontológica.  No fim das contas, a redução nos gastos foi maior que a redução das receitas, o que aumentou a previsão de poupança, antes 13,68%, e agora 19,65%.

A vida é dinâmica e o orçamento também, o importante é ter planejamento para estar preparado para as adversidades. Toda a questão de como será o restante do ano ainda é incerta e, no momento oportuno, farei uma nova revisão do orçamento, provavelmente lá para setembro.

É isso, Poupadores e Poupadoras, também está gastando menos por conta da pandemia do coronavírus? Quais são os impactos no seu orçamento? Comente aqui embaixo.