Acompanhe de perto as mudanças no meu planejamento

426

Vamos direto ao ponto! Temos uma atualização no orçamento para 2019.

Nesse terceiro mês do ano, tive um bom aumento das receitas passivas graças à disciplina nos aportes e ao tempo, que ajuda os juros compostos a trabalharem.

Além disso, houve uma boa redução nas despesas. Quase não houve poupança no mês, apesar disso, até então, a poupança realizada está acima do previsto. Seguimos investindo na carreira profissional da minha esposa. Saiba mais seguindo @dra.danielaoliveira no Instagram.

Ocorreu um leve ajuste no orçamento, conforme revisional esperada agora em março.

Nesta coluna, você acompanha meu orçamento mês a mês. Saiba mais sobre a Jornada da Riqueza.

Receitas

Houve redução de 37,46% em março em relação ao mesmo mês no ano passado. Isso se deu por eventos não recorrentes. Basicamente, essa redução aconteceu pelo não recebimento de salário, que foi antecipado para fevereiro por causa das férias.

Do lado da renda passiva dos investimentos, foram R$ 137,99 de 2018 contra R$ 250,53 de 2019, aumento de 81,55%. Ótimo aumento, estou cada vez mais próximo de viver de dividendos. OBS: houve uma mudança no valor de março de 2018 para refletir apenas os valores dos rendimentos, sem considerar ganhos de capital com compra e venda. Confira o gráfico abaixo com os ganhos na renda passiva de 2017 para cá.

Ainda em comparação entre os meses de março de 2018 e 2019, na compra e venda de ativos, os ganhos foram de R$ 252,00 contra R$ 727,61, aumento de 188,73%. Essa variação enorme é normal, já que as movimentações de venda não ocorrem todos os meses. Elas ocorrem, principalmente, quando um ativo perde seus fundamentos ou quando o mercado precifica um ativo muito acima do que ele vale, fazendo com que perca atratividade e a venda seja realizada para investir em um ativo mais rentável. Comento mais sobre essas movimentações no artigo que trato da carteira de investimentos.

Despesas

Quando comparamos março e fevereiro de 2019, houve uma redução de 24,15% no total, porém algumas categorias tiveram aumentos. Segue abaixo detalhamento.

Os principais aumentos foram com Alimentação (36,13%), Cuidados Pessoais (45,08%) e Saúde (15,01%).

Em março voltamos ao nosso patamar de gastos normais com Alimentação. Cuidados pessoais foram os gastos comuns, com a aquisição de produtos para o cabelo e para o corpo. Com saúde, os gastos vieram para ficar graças a medicações de uso contínuo, nesse caso para rinite.

Por outro lado, houve menos gastos com Educação (79,01%), Transporte (52,49%), Lazer (35,75%), Habitação (27,06%) e Vestuário (20,48%).

Essa grade de redução com educação ocorreu por conta de o pagamento da segunda parcela da mensalidade da especialização que minha esposa está fazendo em dentística ter ficado apenas para maio. Isso aconteceu pelo atraso do início das aulas.

Com transportes, a redução foi por ter gastos apenas com combustível e seguro. No mês passado teve um gasto extra com a compra de dois pneus.

Parentes da minha esposa vieram passar as férias conosco em fevereiro e, por isso, gastamos mais com lazer. A redução ocorreu pela partida deles no início de março, quando voltamos ao nosso padrão de saídas.

Habitação teve redução por um gasto extraordinário em fevereiro, que foi a compra de um colchão, em março não teve nenhum evento do tipo.

E com vestuário, como pagamos boa parte do que compramos para a formatura da minha esposa, agora em março já não tinha tanta coisa a pagar.

Orçamento

Agora em março o orçamento teve um leve ajuste nas categorias Poupança e Educação.

Com o atraso para início das aulas de especialização que minha esposa iniciou, houve postergação em uma mensalidade. Em contrapartida, foi divulgada uma série de materiais odontológicos a comprar. Com esses ajustes, o orçamento em educação teve leve uma redução e, com isso, aumentamos a expectativa de poupança.

Os gastos seguem dentro do previsto. Continuamos a monitorar a categoria Outros, pelos motivos mencionados no artigo anterior.

É isso, seguimos acompanhando e estamos prontos para realinhar o orçamento conforme o cenário de 2019 vá se tornando mais claro. Para saber mais clique aqui.

Tem dúvidas ou sugestões? Comente aqui.