A antecipação de dívidas no cartão de crédito contribui para a poupança

0

Vamos direto ao ponto! Temos outra atualização no orçamento para 2019.

Nesse sexto mês do ano, tive um bom aumento das receitas passivas, o que contribuiu para que eu fique mais perto da independência financeira. No acumulado de 2019, comparando com o mesmo período de 2018, a alta chega a quase 100%.

É o terceiro mês seguido que sigo antecipando as contas no cartão de crédito, e devido a isso foi mais um mês gastando mais do que ganho. Agora em julho finalmente voltarei para o verde, de qualquer modo, a expectativa de poupança anual segue dentro do esperado.

Agora que se passou metade do ano, atualizei o orçamento considerando o aumento de receita graças, principalmente, aos ganhos muito superiores com os investimentos.

Nesta coluna, você acompanha meu orçamento mês a mês. Saiba mais sobre a Jornada da Riqueza.

Receitas

Em junho, houve um aumento de 14,44% em relação ao mesmo mês no ano passado. Isso se deu pelos ganhos maiores vindos dos investimentos.

Do lado da renda passiva dos investimentos, foram R$ 237,95 de 2018 contra R$ 681,56 de 2019, um aumento de 186,42%. Mais um ótimo aumento, isso mostra que cada vez a renda passiva – que não depende do meu trabalho – é cada vez mais representativa em relação à renda total.

OBS: O gráfico foi atualizado com os juros ganhos com FGTS durante todo o período. Dessa forma, ele expressa melhor a realidade.

Ainda em comparação entre os meses de maio, na compra e venda de ativos, os ganhos foram de R$ 724,44 em 2019 contra R$ 180,40 em 2018. Essa variação enorme é normal, já que as movimentações de venda não ocorrem todos os meses. Juntando todos os ganhos com investimento, o total foi de R$ 1.406,00.

Despesas

Ao comparar os meses de maio e junho de 2019, houve redução de 30,66%. Toda essa redução foi, basicamente, pela menor antecipação de contas e pela compra de um novo celular. As principais reduções foram com Vestuário (70,99%), Habitação (59,96%) e Transporte (19,45%).

Com vestuário, o impacto é mais uma vez pela sazonalidade, nem todos os meses fazemos compras. As compras que fizemos em junho devem ser pagas em julho, então no próximo mês essa categoria deve sofrer aumento.

Os gastos com Habitação voltaram ao patamar sem gastos extraordinários. Mês passado, além da antecipação das parcelas da máquina de lavar roupas, houve também um grande gasto com a importação de um celular top de linha da Xioami. Falando em celular, o Xiaomi MI 9 já chegou e até agora me sinto muito satisfeito com a compra, ainda mais levando em consideração que não houve cobrança de impostos, dessa forma gastei R$ 1.750,00 em um celular vendido por R$ 3.200,00 no Brasil.

Ainda que o celular fosse taxado, era bem possível que ele ficasse abaixo do valor cobrado no Brasil. Tá aí uma dica para economizar: se você não estiver precisando trocar o celular às pressas e também não se preocupa com garantias. Se deseja importar, recomendo a compra pelo Aliexpress, nesse caso foi através da loja Fantasy. Baita economia, poupadores. Agora os vídeos para o Instagram estão com muito mais qualidade =D.

E com transporte, a redução ocorreu por menos gastos com seguros, no mês de maio encerrou o pagamento da apólice do meu antigo carro e em junho cobrou apenas o aditivo do novo carro.

Por outro lado, houve mais gastos com Cuidados Pessoais (131,62%) e Saúde (88,07%). Com Cuidados Pessoais foi tudo questão de sazonalidade, nessa vez houve vários gastos com cremes e desodorantes, além de corte de cabelo.

Os gastos com Saúde sofreram aumento por causa das compras dos medicamentos contra verme para o nosso cão, além do meu colírio de uso continuo. Ambas as compras foram parceladas no maior número de vezes, assim posso antecipar pelo NuBank e ganhar um descontinho.

Orçamento

Agora em junho, fiz uma nova revisão e mais uma vez o orçamento teve mudanças. Bem, agora que já passou metade do ano, ficou claro que as receitas serão maiores do que previ.

Desse modo, tive que rever quais categorias iriam se beneficiar com isso. Praticamente quase toda a receita acabou indo para as categorias Poupança e Outros, e uma pequena parte indo para transportes, habitação e educação.

Com todos essas mudanças, o orçamento atualizado para 2019 segue conforme imagem abaixo.

Esse mês, mais uma vez nossos gastos ficaram acima dos ganhos, mais uma vez pela antecipação de contas no cartão, inclusive por isso estamos com a menor taxa de endividamento. Em julho ainda teremos contas a antecipar, mas como o salário será dobrado sobrará dinheiro para poupar. Mesmo assim, até aqui a poupança segue dentro das expectativas.

É isso, continuamos a atualizar o orçamento conforme o cenário se altere, inclusive quando a previsão de mais receitas. Para saber mais clique aqui.

Tem dúvidas ou sugestões? Comente aqui.